Alliar anuncia novo CEO e expansão

08/07/22

Sob o comando de Pedro Thompson, rede de medicina diagnóstica planeja ampliar atuação em análises clínicas e vacinas

A Alliar, rede de medicina diagnóstica controlada pelo empresário Nelson Tanure desde abril, pretende expandir sua atuação na área de exames de análises clínicas e vacinas, segmentos que a companhia ainda têm pouca atuação.

“Hoje, cerca de 85% de nossa receita vem de exames de imagem. Há espaço para crescer nessas outras áreas. Nossa expansão poderá vir de crescimento orgânico e aquisições”, disse Pedro Thompson, novo CEO da Alliar, anunciado ontem ao mercado. Thompson foi presidente da Estácio (atual Yduqs) e tem passagens pela revista Exame, BTG, Hurb, entre outros.

Nesta semana, a companhia anunciou uma parceria com o laboratório DB Diagnósticos para processamento de exames de análises clínicas e ainda pretende construir um centro de processamento, que ajudará a Alliar na maior oferta e dará mais agilidade na entrega dos resultados dos procedimentos.

A Alliar, que tem entre seus laboratórios a rede CDB, de São Paulo, possui um total de 100 unidades distribuídas no país.

Segundo Thompson, a Alliar também vai investir em modelos de saúde integrada, ou seja, pretende participar também de outros elos da cadeia de saúde como vêm fazendo os concorrentes Dasa e Fleury. A líder do setor entrou fortemente no segmento hospitalar e o Fleury, que vem investindo na aquisição de clínicas médicas, anunciou na semana passada uma fusão com o Hermes Pardini, terceira maior rede de medicina diagnóstica.

Outra frente de expansão da Alliar serão as parcerias público privadas (PPP). A Alliar processa os exames da rede pública de saúde da Bahia e a ideia é promover outros acordos semelhantes.


Questionado sobre a fonte de recursos para a expansão, Thompson disse que o capital pode vir dos acionistas ou de outras operações, como troca de ações.

Outras notícias relacionadas